Car@s amig@s

A partir de novembro de 2016, os textos e as Fichas de Estudo do Ambiente Virtual de Formação serão publicados apenas no novo site da Arquidiocese de Campinas,

Clique aqui para acessar o site, depois role a barra até encontrar o banner do AVF" A coordenação do AVF.

BLOGs

| 01/10/2010 | 0 Comentário

Os weblogs ou, simplesmente, blogs são espaço virtuais que nasceram como diários pessoais na Web e que, com o passar do tempo, devido aos modernos recursos implantados, passaram a ser usados por diversos grupos para difundir propostas temáticas e conteúdos formativos.

Um blog é organizado a partir da criação de posts, que são organizadas cronologicamente ou por temas ou marcadores, se assim o seu autor desejar,  e por páginas, que são fixas.  Não há limites para os posts, enquanto que em  alguns blogs limitam o número de páginas. Especialmente, no wordpress é possível ter um blog somente com páginas, tal qual em um site.  Nesta perspectiva, o blog se constitui como um espaço altamente interessante, fácil de ser produzido e sem custo, pois há várias empresas que disponibilizam espaços para que desejar criá-los. Eles terão um endereço eletrônico que será composto pelo nome escolhido pelo seu autor e terá a extensão da empresa que concede o espaço. Somente se alguém desejar ter um blog com domínio próprio (url) terá que pagar por ele e pela hospedagem. No Brasil, podemos usar os seguintes blogs: o popular  Blogger, que é da empresa Google,  O Blig que é da empresa IG, o WordPress que da empresa WordPress, mas há outros blogs menos ocnhecidos e muitos outros em outras línguas, principalmente em inglês.

Um blog pode ter milhares de  leitores, ou poucos; pois não havendo ônus para mantê-lo, ele não precisa estar associado à idéia de se atingir um público ou meta e por isso ter suas atividades encerradas. Alguém pode ter um blog pelo simples gosto de escrever, ainda que seja somente para os seus poucos leitores. Via de regra, quem idealiza um blog o torna público para que mais e mais pessoas possam lê-lo, mas ele também pode ser restrito a um grupo específicos de leitores que deverá ter a autorização do criador do blog para acessá-lo.  O blog nasceu para ser escrito por uma única pessoa, mas com a filosofia do compartilhamento ele pode ter vários autores que produzem artigos, textos colaborativos sobre um determinado assunto.

Há quem considere que um blog não possui o mesmo status de um site, mas isto é um equívoco pelo menos por três fortes razões.
Primeiro porque se trata de duas estruturas totalmente diferentes. A produção de um site exige um profissional que entenda de linguagens próprias para sua produção  e, evidentemente, isso lhe dá características personalizáveis, mas também há custos,  enquanto que o blog já possui um estrutura definida para a inserção dos post e das páginas, mas isto não representa  um limite. Os atuais recursos disponíveis podem tornar um blog tão rico que somente um conhecedor do assunto poderá perceber que não se trata de um site convencional. Especialmente, o wordpress, um dos blogs com mais recursos, tem sido utilizado como base para muitos sites!
A segundo razão está associada à popularização dos blogs, pois para atrair blogueiros (as pessoas que criam blog), as empresas e os desenvolvedores de blogs criaram diversas estruturas chamadas de widgets que permitem que os blogs sejam mais que um mero repositório de texto e assim se tornem mais atraentes para seus públicos. Nos blogs é possível adicionar fotos, músicas, áudios, vídeos  e eles se transformam em fotoblogs, audioblogs e  videoblogs.  Além disso, podem veicular propagandas de patrocinadores ou de empresas desconhecidas que pagam uma pequena taxa para cada acesso ao seu banner de propaganda. Especialmente, na empresa Google há o adsense.
Na perspectiva interativa  da web 2.0 os blogs podem conter  chats para bate-papo ou até prestação de serviço, fóruns de debates sobre determinado assunto  e espaço para interação com os leitores, chamados de “comentários”, nos quais os leitores opinam sobre o que foi postado, fazem perguntas e chegam a fazer sugestões de novos posts. Há, também,  os recursos de  compartilhamento de posts e páginas que são colocados ao final de cada publicação que permitem que o leitor armazene o link daquele texto em seu próprio blog,  que o compartilhe com outros leitores através das redes sociais e até possa enviá-lo a seus amigos, como sugestão de leitura.  O mais famoso deles é o Addthis, o qual utilizamos para disponibilizar os nossos posts (confira ao final do texto).
Terceiro, e talvez, a mais importante razão, é que ele permite que internauta passe de consumidor de informações e formação à produtor delas, o que deu origem ao acronônimo prosumidor. Através do blog  qualquer pessoa ou grupo possa produzir informação e conhecimento, contribuindo para a educação formal e informal. Dentre estes destacam-se os blogs educativos que são um excelente complemento a educação.Conheça um expemplo lendo o texto  Uso pedagógico do blog – o Edublog Nesta perspectiva o blog é altamente democrático  pela liberdade de expressão que ele concede e  pelo serviço que se pode prestar a sociedade através dele.

E você, já pensou em criar um Blog?  Acesse qualquer um dos blogs abaixo,  com um email crie uma conta e crie o blog. Se não quiser construi-lo sozinho, convide alguém ou um grupo de pessoas para compartilhar contigo deste projeto.

Experimente fazer uma busca temática no Google Blogs e descubra blogs muito interessantes, principalmente sobre assuntos de igreja, pastoral e evangelização.

Que tal criar um blog para seu grupo de pastoral ou até mesmo para sua paróquia! Publique notícias, conteúdos formativos, fotografias. Como o blog é gratuito, é possivel até que cada pastoral ou comunidade tenha o seu!

Assista ao vídeo (não se esqueça de clicar na tradução para ver a legenda)

Para aprender a criar blogs, inscreva-se para participar na  Oficina colaborativa sobre Blog. Neste espaço virtual disponibilizamos várias dicas sobre a a produção de blogs. Mas esta oficina é também um espaço para você compartilhar o que sabe, ajudando quem está começando a aprender a usar o blog.

Pedro Rigolo Filho (pedrorigolo@gmail.com)

Compartilhe esta informação com seus amigos, usando um dos compartilhadores abaixo:

Registre seu comentário

Registre seu comentário