Apresentação

Este site foi criado em 18 de agosto de 2010 pela Assessoria de Comunicação dentro do processo de reorganização dos diversos trabalhos desenvolvidos na web a partir do primeiro objetivo especifico, da proposta cinco, do eixo: Uma Igreja se Renova – 7º Plano de Pastoral Orgânica da Arquidiocese de Campinas.

Ele é intitulado Ambiente Virtual de Formação: Igreja em Rede  recordando  o nome do projeto “Igreja em Rede” com o objetivo de reunir e vocacionalizar agentes de pastoral interessados na presença pastoral/evangelizadora na web. Em dezembro de 2009, foi instalada a plataforma de formação on-line que recebeu o nome de Ambiente Virtual de Formação (A.V.F) e também, com o mesmo nome, foi criada a página no Facebook . Estas três ações, consecutivamente,  marcam o início dos trabalhos de utilização da web, e especialmente a web 2.0 na formação de agentes.

Ele é chamado Ambiente Virtual porque como todo site, ele existe na web, mas ele é muito real porque existe, concretamente, para servir a Igreja e para inseri-la no mundo digital, porque ele é  “feito” por pessoas  e para as pessoas, isto é, para os agentes de pastoral de nossa Arquidiocese e para todos os que tiverem acesso a ele, através da rede mundial de computadores. Com o avanço das tecnologias digitais, o virtual passou a identificar tudo o que diz respeito a web e ao que ela propaga. Para os que julgam a web como algo impessoal e “fria”, cabe lembrar que ela é só um meio para que as pessoas, seres bem concretos, possam se comunicar, informar e, inclusive, formar opinião, tanto que o papa João Paulo II a denominou o novo areópago do tempo moderno (Redemptoris Missio 37,c).

Ele é chamado de Igreja em Rede, o que na perspectiva da Constituição Conciliar Lumem Gentium, 8, pode ser entendido quase como uma redundância, pois sendo a Igreja a comunidade dos batizados, os quais não podem, e nem devem, viver isolados, esta deve se constituir como redes de interação, convivência e mútuo apoio. Rede, também, evoca a organicidade da Igreja, o conjunto harmônico dos vários membros, no cada qual tem sua importância e nenhum é superior ao outro, mas chamado à contribuir para o bem de todos (I Cor 12,14). Na América Latina, a Conferência de Santo Domingos, 1992, usou pela primeira vez esta expressão para definir como deveriam ser as paróquias: “rede de comunidades” (SD 58). Cabe lembrar que os textos dos Atos dos Apóstolos e as várias Cartas Paulinas retratam que as primeiras comunidades cristãs foram organizadas em verdadeiras redes de promoção da dignidade humana baseada na fé viva em Jesus Cristo, dando origem a uma cultura cristã que seduziu os pagãos. Por fim rede também é o nome que se identifica, a WEB, a rede de alcance mundial, ou simplesmente conhecida como internet, do inglês: entre rede, pois se constitui a partir interligação de milhões de computadores, que promovem a comunicação instantânea e compartilham informações virtuais.

Em caso de dúvida, favor se comunicar conosco através do formulário Contato.

Inclua este site entre seus favoritos, faça bom uso dele! Visite- o sempre e divulgue-o entre seus amigos.

Ambiente Virtual de Formação
Arquidiocese de Campinas, SP